quinta-feira, junho 09, 2016

Resenha - As gêmeas

Edit Postado por com Sem comentários
Título: As Gêmeas
Autor: Saskia Saeginson
Editora: Novo Conceito
Gênero: Drama
Ano: 2014
Páginas: 456
Nota: ✭✭✭✭✭ 

Sinopse: As gêmeas Isolte e Viola eram inseparáveis na infância, mas se tornaram mulheres muito diferentes: Isolte tem um emprego glamoroso em uma revista de moda de Londres, namora um fotógrafo e vive em um bairro descolado. Viola, desesperadamente infeliz, luta contra um transtorno alimentar e não faz questão de se ajustar a nenhum grupo.
O que pode ter acontecido para levar as gêmeas a seguirem trajetórias tão desencontradas?
À medida que as duas jovens começam a reviver os eventos do último verão em família, terríveis segredos do passado vêm à tona – e ameaçam invadir suas vidas adultas.

Na Orelha: Duas irmãs espertas e unidas criadas por uma mãe que não ligava para regras. O que poderia dar errado? Vivendo em uma comunidade Hippie no país de Gales. Viola e Issy tentaram ao máximo adiar o momento de crescer. As meninas imaginaram que focariam juntas e livres para sempre -  ao lado de sua mãe que era tão mais legal quando não bebia... Mas o tempo do aconchego ficou definitivamente para trás. Agora, Issy luta para construir uma carreira de valor em um mundo falso e competitivo. E Viola está lentamente destruindo a si mesma, consumida por uma culpa secreta. Profundamente conectada com a irmã, Issy tenta ajudá-la a sair do abismo que ela mergulhou. Issy cria coragem então de voltar para a cidade de sua infância e enfrentar alguns fantasmas.

Minha Opinião: O Livro - As gêmeas - é um livro muito intrigante, de drama, que nos mostra capítulos cheios de informações definidas e detalhes muito autênticos. É necessário muita atenção para acompanhar os acontecimentos. Um dos principais pontos positivos na trama está nas descrições realistas de personalidades, lugares, objetos e atitudes, fazendo com que haja maior fluência e entendimento na leitura. Issy e Viola são gêmeas idênticas que sempre mantiveram uma ligação muito forte, apesar serem pessoas com personalidades totalmente diferentes. Enquanto vamos lendo a história, é possível conhecer mais sobre a mãe delas, que apresenta um jeito desregrado de levar a vida. Apesar de todos os problemas e a falta de orientação, nota-se que elas eram muito felizes apesar da vida que viviam. Durante um período, acabam nutrindo uma amizade inseparável com dois meninos, John e Michael, também gêmeos.


“Mamãe pensava que a disciplina e as regras inibiam o desenvolvimento natural das crianças. Rotinas e meias limpas não eram importantes. Pais não eram necessários. O que importava era o amor.” - Saskia Saeginson (As gêmeas)
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário